FAQ

(Frequently Asked Questions)

A sua boca pode albergar mais de 300 tipos de bactérias e é perfeitamente normal.
As acumulações de algumas destas bactérias podem irritar as suas gengivas (doença gengival) ou até provocar caries.

Caso verifique que tem as gengivas irritadas ou algum dente degradado, é possível estar a sofrer uma alteração do seu hálito.

Para prevenir esta situação pode contar com a nossa Higienista Catarina para ajudá-lo e responder a todas as suas questões.

Na maioria dos bebês, o primeiro dente começa a surgir a qualquer momento entre 3 e 9 meses de idade, mas essa idade pode variar muito; por isso, não se preocupe se o dente do seu bebê começar a nascer mais cedo ou mais tarde. Os dentes dos bebês costumam nascer em pares e os primeiros a surgir são os incisivos centrais inferiores. Os dentes inferiores serão seguidos pelos incisivos centrais superiores, incisivos laterais inferiores e superiores, primeiros molares, caninos e segundos molares. A maioria das crianças terá o conjunto completo de dentes de leite até os 3 anos de idade.

O fio dentário é uma parte essencial no processo de higiene oral. O fio dentário vai remover os resíduos de placa bacteriana entre os dentes que a escova não consegue alcançar. Portanto é de grande importância na prevenção de doenças gengivais, além das caries e manchas nos dentes.

Um dente partido normalmente causa dor, infeções, alterações na mastigação e até mesmo, problemas nos maxilares, devendo, por isso, ser sempre avaliado por um dentista.
O dente que parte ou fica rachado após uma queda ou acidente, geralmente provoca algum sangramento na gengiva, e nesse caso o que se deve fazer é colocar uma gaze molhada em água fria sobre o local e pressionar durante alguns minutos para estancar a hemorragia. De todo o modo deve sempre ser avaliado por um dentista para evitar possíveis problemas futuros.

Mesmo antes do primeiro dente nascer, pode criar com o seu filho uma rotina de higiene bucal, limpando a sua gengiva recorrendo a uma gaze ou dedeira. Após a erupção do primeiro dente, pode usar uma escova com cerdas macias para limpar o dentinho e a gengiva.
Desenvolver uma rotina regular de escovagem é importante para manter uma boa saúde oral e criar hábitos de higiene logo de pequenino.

Nem todos os dentes do siso tem obrigatoriamente serem arrancados. Quando este dente está numa posição favorável que não influencia em nada a restante arcada dentária e não provoca dores, não é estritamente obrigatório extrai-lo. Por outro lado, se a posição do sizo for desfavorável pode comprometer a posição dos outros dentes entortando ou inclinando-os ou até provocar imensas dores e desenvolver um problema sério.

As facetas são capas finas, que servem para cobrir a parte da frente de dentes trincados, manchados, com espaçamentos ou desalinhados, conferindo-lhes uma melhor forma e cor, resultando numa melhoria significativa do sorriso e da aparência.

Procedimento
Muitas vezes é necessário fazer um pequeno desgaste da parte frontal do dente, de maneira em que as facetas tenham uma união perfeita e não fiquem em evidência.

Este tipo de procedimento estético dentário não é recomendado para todas as pessoas. Quem tem dentes com restaurações extensas, problemas de mordida, dentes sobrepostos, ou problemas de bruxismo (ranger os dentes) pode não reunir as condições necessárias para colocar as facetas.

Os Implantes Dentários são “pilares metálicos” que são colocados cirurgicamente no osso da maxila e da mandibula, por baixo das suas gengivas. Uma vez colocados, permitem que o seu dentista coloque dentes sobre eles restaurando a estética fonética e capacidade mastigatória como fossem os seus dentes naturais.

O aparelho Dentário tem um papel muito importante na harmonia do rosto de quem tem os dentes desalinhados ou tortos. Além de ser um processo de melhoria estética também corrige problemas de mordida que podem acabar afetar vários processos do organismo, o que pode prejudicar a sua saúde.

Mas como saber se necessita usar aparelho? Em primeiro lugar, é importante manter a regular ida ao seu dentista, pois se houver algo que não esteja bem é detetado a tempo e encaminhado para a especialidade indicada, por outro lado pode sempre fazer uma consulta de diagnóstico.

NÃO FICOU ESCLARECIDO?

Contacte-nos!

Diga-nos quais as suas dúvidas e responderemos assim que possível.

*Campos de preenchimento obrigatório.